terça-feira, 15 de maio de 2012

O MICROSCÓPIO


Microscópios e suas funções

INTRODUÇÃO

     O nome microscópio (mikrós, pequeno, e skoppéoo, observar, ver através de). O microscópio é um instrumento que permite observar os objetos não perceptíveis à vista desarmada. Isso se consegue mediante um sistema óptico composto por lentes de cristal que atravessadas pela imagem do objeto ampliam-na. Segundo o número e a posição das lentes, distinguem-se o microscópio simples (lupa = microscópio estereoscópio) e o microscópio composto. Denominamos microscópio simples a toda e qualquer lente que com ou sem montagem própria, grande ou pequena, biconvexa ou plana convexa, amplia os objetos. É comumente chamado de lupa. Existem numerosos modelos e variedades. Podemos dizer que qualquer lente convergente utilizada de maneira que produza uma imagem virtual, e, portanto, direta, e maior que o objeto é um microscópio simples. As lupas somente se diferenciam na montagem. Seu manejo é muito simples, e consiste praticamente em orientar a lente de modo que sua face plana ou menos curva fique voltada para o objeto e colocá-la a uma distância tal que este (o objeto ) fique situado entre o foco e o vértice e tanto mais próximo daquela quanto maior se queira a imagem.O microscópio composto é constituído pela combinação de dois sistemas de lentes convergentes: um próximo do olho do observador, motivo pelo qual é chamado sistema de oculares, e que age como microscópio simples; outro, próximo do objeto denominado sistema de objetivas.Este é o verdadeiro microscópio, que estamos acostumados a ver em todos os laboratórios.

 Tipos de microscópios existentes
       Desde a invenção do microscópio, houve inúmeros avanços, resultando em diferentes tipos de microscópios que atingem o mesmo objetivo, que é a ampliação, embora em graus diversos e por diferentes métodos.

Microscópio Composto
      Um dos microscópios mais comuns, o microscópio composto usa duas lentes para ampliar uma estrutura: a lente objetiva e a lente ocular.



Microscópio Óptico
      É também um tipo comum de microscópio. Usa a luz para iluminar estruturas para o observador por meio de lentes de refração e oculares de vidro. Microscópios fluorescentes funcionam pelo mesmo princípio, mas usam um comprimento de onda diferente de luz.





Microscópio Digital
         Um microscópio digital é composto por um microscópio, uma câmera de vídeo e uma tela de visualização. Oculares não entram no jogo, já que a imagem pode ser colocada em uma tela de vídeo.


Microscópio Eletrônico
      Ao invés de luz, microscópios eletrônicos usam elétrons para fazer a estrutura visível por meio de lentes eletrostáticas e eletromagnéticas. Está entre os mais poderosos tipos de microscópios, com microscópios eletrônicos de varredura produzindo imagens 3D e microscópios de transmissão eletrônica que produzem imagens 2D.





Microscópio Estéreo
     Também conhecido como microscópio de dissecção, tem duas objetivas para capturar luz e criar efeito tridimensional para o observador.


Partes do Microscópio e suas funções
1-Pé ou base – serve de apoio dos restantes componentes do microscópio. 
2-Coluna ou Braço – fixo à base, serve de suporte a outros elementos.
3-Mesa ou Platina – onde se fixa a preparação a observar; tem uma janela por onde passam os raios luminosos e também parafusos dentados que permitem deslocar a preparação.
4-Tubo ou canhão – suporta a ocular na extremidade superior.
5-Revólver ou Óptico– peça giratória portadora de objectivas de diferentes ampliações.
6-Parafuso macrométrico – a sua rotação é responsável por movimentos verticais da platina, rápidos e de grande amplitude.
7-Parafuso micrométrico – a sua rotação é responsável por movimentos verticais da platina, lentos e de pequena amplitude, permitem aperfeiçoar a focagem.
8-Comando de Charriot - Movimenta a lâmina de um lado para o outro, permitindo uma análise da lâmina como um todo.
9-Objetivas - Sistemas ópticos construídos com 4 a 6 ou mais lentes superpostas.
10-Oculares - São compostas de duas lentes que aumentam a imagem formada pela objetiva e corrige possíveis aberrações ópticas.
11-Condensador - Tem por objetivo prover o preparo com uma iluminação uniforme.
12-Diafragma - Reduz ou aumenta a área iluminada ao nível da preparação.
13-Botão do Condensador – Controla a intensidade do foco da iluminação da fonte de luz.
14-Presilha - Prende ou fixa a lâmina na platina.
15-Fonte de Iluminação – É a lâmpada do microscópio.



Conclusão
       A invenção do microscópio foi um marco histórico, pois somente a partir dela houve a possibilidade de alguns estudos científicos e também foi importante porque se desenvolveu em um contexto histórico que até então não valorizava a tecnologia.
O microscópio foi sendo aperfeiçoado e foi fundamental para o desenvolvimento de descobertas como, por exemplo, a respeito do corpo humano, portanto o aprimoramento do microscópio é extremamente necessário para a execução de pesquisas a respeito de todos os assuntos de interesse humano.

   Trabalho feito pelos alunos: 
    Evandro Araújo
Júlio Serafim
Evangelista Ferreira
Paulo Luís De Souza 
Leonardo Dorjó

Professor: Carlos Eduardo Estêves de Paula

2 comentários:

  1. Este Trabalho com certeza tirou uma boa nota....
    PARABÉNS!!!!!!!! em 13-4-13

    ResponderExcluir